De janeiro a janeiro, até o mundo acabar...
Desculpa. Nem eu me entendo muito bem. Minha aparência é só fachada. Eu sou incerta. Sou incerteza. Uma interrogação numa pergunta sem resposta.